Cory Monteith

Ryan Murphy, criador de Glee, começou a revelar os primeiros detalhes sobre o episódio da morte de Finn Hudson, que era interpretado pelo ator Cory Monteith, falecido no mês passado. Em entrevista ao Deadline, Ryan explica qual será a estratégia para abordar os temas relacionados ao incidente.

ATENÇÃO! A partir de agora, o texto possui alguns spoilers sobre a terceira temporada de Glee! Se você não quer saber o que vai acontecer, por favor, pare de ler o texto a partir de agora.

Palavras de Ryan Murphy:

Em um determinado momento, nós decidimos que seu personagem (Finn) morreria depois de um uma overdose acidental. Isso foi algo que consideramos. Porém, nós decidimos que que o personagem não precisava passar por isso.

Na prática, a audiência jamais vai saber quais foram as exatas circunstâncias da morte de Finn. Ryan Murphy explica a decisão: “Existe alguma coisa na morte que é interessante e, ao mesmo tempo, mórbido. Mas vamos indicar, logo no começo do episódio, que ‘este é um episódio em homenagem à vida do personagem’. Pode ser estranho para algumas pessoas, mas essa parece ser a opção menos cruel”.

Murphy completa que o elenco e a equipe de produção optou por ficar juntos e solidários durante a gravação dos primeiros episódios da quinta temporada (os episódios baseados na discografia dos Beatles), mas que o grande desafio será gravar o episódio focado na morte de Finn. As gravações desse episódio começam nessa semana.

Ryan Murphy:

Eu acho que o script do episódio se transformou em um amável tributo, mostrando um olhar muito sentimental sobre como as pessoas sofrem. Nós tentamos criar um episódio que não seja apenas nós sofrendo pela morte de Finn, mas sobre o quanto os jovens fãs dele estão sofrendo.

O episódio sobre a morte de Finn Hudson será o terceiro da quinta temporada de Glee, e deve ir ao ar nos Estados Unidos na primeira quinzena do mês de outubro, no canal Fox.

Via