Dads_a_l

A Fox rejeitou oficialmente a solicitação do Media Action Network for Asian Americans, grupo ligado aos direitos dos asiáticos nos Estados Unidos, que solicitou a regravação de supostas cenas racistas no episódio piloto da comédia Dads.

O grupo pediu ao CEO da Fox, Kevin Reilly, e outros executivos do canal, para que substituísse partes do episódio piloto, que contavam com supostos “esteriótipos raciais e sexuais” contra os asiáticos, incluindo a atriz Brenda Song se vestindo como uma estudante asiática sexy e o personagem de Martin Mull chamando os asiáticos de “orientais”.

No comunicado, Kevin Reilly e o COO do canal, Joe Earley, revelam que eles não planejam regravar as cenas, e pede para a organização dar à serie tempo para que ela se desenvolva, em mostre a que veio. “Vocês vão ver que o personagem de Brenda Song é uma mulher forte e inteligente, que basicamente faz a empresa funcionar, e que quase sempre levanta a mão para os seus chefes”, diz o comunicado.

O memorando ainda diz que esta é uma série que pode ser provocativa, e vai brincar com esteriótipos e, muitas vezes, associar situações ridículas a esses esteriótipos. “A série é fortemente baseada nas experiências de vida dos produtores executivos, e os relacionamentos com pais e filhos apresentados em Dads segue sendo o plot principal da série. Todos envolvidos na produção estão comprometidos em criar uma série com um humor que trabalhe em múltiplos níveis (…). Dito isso, nós entendemos que comédia é algo subjetivo, e talvez nós não vamos agradar a todos o tempo todo”.

Via