the-exorcist-tv-series

Mais uma da série “a criatividade acabou”, mostrando que o futuro da televisão está nos reboots, remakes e adaptações, e poucas produções originais vão vingar.

A Fox encomendou o piloto de The Exorcist, série de 60 minutos que se propõe a ser uma “reinvenção moderna” da história contada pelo livro de William Blatty de 1971, que posteriormente se tornou o filme clássico e mundialmente conhecido, lançado em 1973.

A adaptação está a cargo do roteirista Jeremy Slater, e o projeto é descrito como “um thriller psicológico propulsivo, segundo dois homens bem diferentes, que acompanham um terrível caso de possessão demoníaca, onde todos acabam se confrontando com a verdadeira face do mal.

Se aprovado, The Exorcist se torna uma das séries a entrar na grade da Fox na temporada 2016-2017, também conhecida como “a temporada onde a criatividade morreu de vez”.

Não estou aqui questionando se vai ser bom ou não, nem se precisamos de uma série inspirada em O Exorcista. Até pode sair coisa boa daí, e espero que a audiência da Fox (que é bem complicada de se entender) acabe comprando a ideia geral da série. Porém, sinto falta de histórias originais. Sinto falta da galera que trabalha com TV começar a queimar os neurônios para efetivamente apresentar coisas novas para o telespectador.