Se todos esperavam um pronunciamento oficial da Warner Bros., produtora da série Two And a Half Men (CBS), isso aconteceu. Os veículos de imprensa noticiam neste momento o anúncio oficial da Warner que o problemático ator estava excluído da série, em uma decisão que muitos consideram “abrupta”. Segundo palavras do comunicado, “após considerarmos cuidadosamente o assunto, a Warner Bros. Television encerrou os serviços de Charlie Sheen para a série Two And a Half Men de modo imediato”.

Até o momento, nenhuma palavra foi dita sobre o futuro da série. A CBS ainda tem mais um ano de acordo fechado com a produtora para uma nona temporada de Two And a Half Men, e os rumores rapidamente começam sobre quem poderá substituir Sheen na série. Ainda estamos buscando detalhes sobre este anúncio, e qualquer novidade, este post será atualizado. Fiquem ligados!

ATUALIZAÇÃO: obviamente, a decisão da demissão de Sheen teve como “gota d’água” a estreia de sua webcam no Ustream, o Sheen’s Korner, onde ele fez novos ataques e declarações polêmicas, diante de uma ávida audiência total de mais de 1,2 milhão de visitantes (mais de 333 mil visitantes únicos, segundo o Ustream), onde ele descrevia essa interação pela web como “um violento torpedo da verdade”. Além disso, rumores apontam que Charlie Sheen está negociando a criação de um reality show para o canal de TV a cabo do dono do time de basquete da NBA, Mark Cuban, para o canal HDnet.

Nesse meio tempo, a Warner Bros. contratou os advogados Ron Olson e John Spiegel, para se preparar para um possível processo de Sheen contra a produtora. Sheen ameaça processar a Warner Bros. pelo fato da produtora alegar que, por causa do ator, a produção da temporada de Two And a Half Men foi paralisada. Sheen alega ter condições. A Warner afirma que não. Essa briga pode estar só começando.

Fonte