Homem-Aranha

O décimo sexto filme da Marvel Cinematic Universe, Homem-Aranha: De Volta ao Lar, conta com duas cenas pós créditos, para deixar um gosto de quero mais nos fãs, e mostrar um pouco do que pode aparecer no futuro dessas histórias.

Mas dessa vez, a Marvel decidiu se conectar mesmo com os fãs mais jovens, brincando com a ansiedade juvenil pela continuidade de suas aventuras.

 

 

A primeira cena pós créditos mostra Adrian Toomes (Michael Keaton) na prisão, depois de ser capturado pelo Homem-Aranha. Lá, ele encontra Marc Gargan (Michael Mando), que foi preso antes pela FBI nos eventos em Staten Island.

Na prisão, já rolam os rumores de que Toomes conhecia a identidade do Homem-Aranha, e que essa informação deveria ser revelada, “para o seu próprio bem”. Porém, Gargan tem como resposta um “seu eu soubesse quem é o Homem-Aranha, ele já estava morto”.

A ambiguidade de suas palavras é manifesta, e muitos não entenderam o que ele quis dizer com isso. Ou Toomes vai dar cabo de Peter Parker quando sair da prisão, ou ainda está em dúvida se fará isso, já que ele salvou sua vida no último duelo entre os dois.

Toomes é um homem honrado, e isso fica claro quando ele aconselha Peter a se afastar de sua filha, Liz (Laura Harrier), dando a chance do garoto sair do carro e ir para casa sem arranhões, caso ele não se intrometa em seus negócios criminosos novamente.

Seja como for, além de sugerir como será o futuro do Homem-Aranha, a cena serve para deixar claro que a identidade civil de Peter Parker está segura. Por outro lado, Gargan já conta com uma tatuagem de escorpião no pescoço, o que pode indicar sua maior importância no futuro, se transformando efetivamente no Escorpião, um dos super vilões do Homem-Aranha que ainda não apareceu nos cinemas, e que ainda pode trazer ao mundo Venom em algum dos filmes futuros.

Também alimenta os rumores sobre uma possível produção da Marvel centrada nos Seis Sinistros, os vilões que se reúnem para eliminar o Homem-Aranha. Três deles já apareceram em De Volta ao Lar: o Abutre, o Escorpião e o Shocker (Bookem Woodbine), um dos comparsas de Toomes chamado Herman Schultz.

Já a segunda cena pós créditos não leva a lugar algum.

 

 

É uma paródia dos vídeos educacionais públicos feitos pelo Capitão América (Chris Evans) antes de ser perseguidos pelos eventos ocorridos em Guerra Civil (2016). Muitos se lembraram dos vídeos de Troy McClure, que aparece de vez em quando nos desenhos de The Simpsons.

Auqui, o Capitão fala sobre o quão valioso é a paciência, que em algumas vezes é recompensada, e em outras (como nesse caso), não.

A Marvel faz piada com os seus fãs mais fiéis, que com certeza sorriram ao final dos créditos.