Aos poucos, vamos reativando algumas colunas antigas do Spin-Off. Sem muita periodicidade, mas com o compromisso de manter o blog ativo com, pelo menos, um post diferente por dia. Por isso, resolvi aproveitar o tempo extra que tive nestes dias entre Natal e Ano Novo para recuperar meu tempo perdido em algumas séries, rever algumas coisas que já não me lembrava direito, e assistir algumas que sempre quis ver. E uma delas é o tema deste post.

Ah, o que as férias não fazem por você…

Este é um dos eventos mais sensacionais da história da TV americana. Bom, para vocês, caros amigos leigos que ainda não sabem o que significa um crossover, é a junção de dois artistas, duas personalidades ou, no nosso caso, duas séries que, normalmente, possuem temáticas diferentes, mas que acabam criando conexões entre suas histórias. Um dos exemplos mais recentes são os crossovers entre Grey’s Anatomy e Private Practice (ABC/Sony), que acontece quase todos os anos entre as duas séries. Normalmente, personagens de uma série acabam participando de um episódio (ou mais) da outra. Mas, dessa vez… foram os produtores que trocaram os papéis. E de duas séries bem diferentes.

Quando começou-se a ventilar sobre o crossover entre Two And a Half Men e C.S.I. (CBS/Warner e AXN), muitos críticos acharam que a ideia era, no mínimo, ridícula. Mas, com algumas cantadas de Chuck Lorre na produtora principal de C.S.I., Carol Mendelson, o crossover aconteceu. E foi um estrondoso sucesso nos Estados Unidos. Só pra te dar um gostinho, vou aqui colocar alguns tópicos com as minhas impressões destes dois episódios sensacionais do mundo das séries.

Two And a Half Men S05E17 – Fish In a Drawer

O episódio acontece na festa de casamento da mãe de Charlie (Charlie Sheen) e Alan (Jon Cryer), Evelyn Harper (Holland Taylor) com Teddy Leopold (Robert Wagner), que resolve morrer justamente na cama de Charlie. O corpo é descoberto um pouco antes de Charlie começar a “fornicar” com sua (até então) meia-irmã Courtney (Jenny McCarthy). Nisso, inicia-se uma investigação policial a la C.S.I., com interrogatórios, flashbacks e teorias incriminatórias.

O que chama a atenção neste episódio é que o cuidado estético de C.S.I. foi reportado diretamente em todo o episódio. Não falo só das ligações óbvias feitas (pelas reproduções das imagens ampliadas das camisas e couros cabeludos… ou do estômago do Jake), mas principalmente nos flashbacks que reproduziam as situações do crime. Tudo bem, as piadas estavam um pouco mais travadas, e isso é compreensível, uma vez que estes roteiristas não estão habituados a trabalhar com textos de comédia, mas estavam coerentes com o que o episódio pedia. Aliás, valorizou muito mais a atuação dos coadjuvantes, tanto que Conchata Ferrell (Berta), recebeu uma indicação para o Emmy Awards por causa de sua atuação neste episódio.

Tudo funcionando no lugar certo, no timing certo. Um episódio digno de indicação para o Emmy.

O episódio foi tão bem recebido pelo público americano que foi o 3º programa televisivo mais visto na sua noite de exibição, perdendo apenas para CSI: Miami e Dancing With The Stars.

Mas… e quanto ao episódio de C.S.I., que seria exibido três dias depois? Como que Chuck Lorre e sua trupe iriam fazer para aliar o tom sério da série investigativa com o humor característico da série dos Harper? E como seria o resultado disso?

SENSACIONAL!

C.S.I. S08E16 – Two And a Half Deaths

Pra começar, tenho que dizer que este episódio é uma série de “homenagens”. Pra começar, a própria história do episódio seria a visão do próprio Chuck Lorre sobre sua convivência nada amigável com a atriz Roseanne Barr que, segundo o próprio, quase o enlouqueceu durante a produção do seu programa de TV. Além disso, foram convocados um time de atores que possuem um ótimo timing pra comédia, para realmente dar um toque de bom humor ao episódio. Pra vocês terem uma ideia do quilate do time convocado, nós temos neste episódio: Katey Segal (Married With Children, Futurama e 8 Simple Rules For Dating My Teenage Daughter), Diedrich Bader (The Drew Carey Show), Constance Marie (According To Jim e The Secret Life of the American Teenager), Stephen Tobolowsky (Curb Your Enthusiasm, The Drew Carey Show e Glee) e Kevin Sussman (Ugly Betty e The Big Bang Theory).

O episódio gira em torno do assassinato da atriz excêntrica Annabella (Segal), que estava gravando para o seu sitcom fictício em um dos hotéis de Las Vegas. Annabella é odiada por toda sua equipe de produção, menos é claro pelo seu namorado-amante-encostado Bud (Bader). Aliás, Bud é uma referência direta à Married With Children, uma vez que Bud é o nome do filho de Peggy Bundy, personagem de Segal. Enfim, a equipe de C.S.I. é chamada para investigar o caso, uma vez que todos se tornam suspeitos diretos, e é aí que o bom humor toma conta do episódio. Logo antes dos créditos, Gil Grisson (William Petersen) já solta uma frase que, com certeza, é uma bela cutucada aos produtores originais de C.S.I. (quem assistir, vai saber qual é).

Chuck Lorre está presente em todas as referências de comédia que estão no episódio. Todos os flashbacks possuem uma pitada de humor, que em alguns casos, chega até a ser escrachado mesmo, ou como uma caricatura do que seria se fosse em um episódio mais sério. A experiência foi divertida para os roteiristas, e acredito que mais ainda para os telespectadores, que quando viram o resultado final, ficaram maravilhados. Ah, e as referências à Two And a Half Men não estão apenas nos textos: a família Harper aparece sim, de forma bem visível (mas discreta) no episódio, de forma estilosa e muito pontual dentro do episódio.

Por fim, é algo que vocês devem assistir, com toda certeza. Mesmo que você não acompanhe as duas séries com regularidade, assista, com a atenção de quem quer conhecer os dois produtos, e os detalhes das duas séries. Você não fica perdido na história, você não vai se perder nas tramas. Enfim, é a arte da TV no seu estado puro. A arte de brincar com a imaginação de quem cria, e com a criatividade do público. A CBS merece aplausos por nos oferecer a oportunidade de passar por esta experiência, e com este nível de qualidade. Altamente recomendado para vocês, que estão na espera da volta de suas séries preferidas.

Gostou deste post? Aproveite e compre as séries indicadas aqui! Clique nas imagens abaixo para comprar!

csi-01 tahm-02 tahm-03 tahm-04 tahm-05