Esquadrão Suicida

 

O que aconteceu, Warner Bros.? O que aconteceu, DC Comics? Onde está aquele Esquadrão Suicida (Suicide Squad) tão bem prometido durante os trailers?

Não veio. Não rolou.

Antes de qualquer coisa, é preciso deixar bem claro que Esquadrão Suicida não é um filme ruim. Até porque para chegar nesse nível ele teria que ser um novo Quarteto Fantástico (de 2015), e isso ele não é. Porém, é um filme abaixo do esperado. É fraco, e deixa um gosto amargo na boca de quem esperava bem mais.

 

O gosto amargo da decepção

 

suicide squad cast

 

Esquadrão Suicida sofre do mesmo problema de Batman vs Superman, que também não entrou na categoria de ruim, mas igualmente decepcionou. Se val de um argumento pouco consistente para conduzir uma história que, no final das contas, se ninguém tivesse mexido na gaveta dos outros, não haveria a necessidade de fazer um filme como esse. Basicamente.

O principal evento que desencadeou os acontecimentos dessa história poderia ser perfeitamente evitado. É claro que é crível porque o governo norte-americano é arrogante. Mas… mesmo assim… por que? Pra quê?

O que vem depois é uma sequência que se limita ao modo “tiro, porrada e bomba”, que não é de todo ruim. Algumas piadas funcionam, as cenas de ação são boas… mas os eventos são desproporcionais. Sem falar em um desfecho que deixa a brecha para uma Liga da Justiça que pode não ter uma ameaça tão desafiadora como a que foi apresentada nesse filme do time de vilões que salvam o mundo.

Outro problema sério de Esquadrão Suicida está na sua pós produção, apresentando problemas de montagem e efeitos visuais. Alguém estava com muita pressa na Warner Bros. para apresentar um resultado final um tanto quanto problemático. Nem mesmo a boa trilha sonora ajuda nesse aspecto.

E olha que esse filme teve um bom tempo para ser desenvolvido.

 

margot robbie arlequina

 

De positivo, Esquadrão Suicida explora muito bem o poder feminino na trama. Os principais argumentos giram em torno das personagens femininas, e Margot Robbie dá um show como Arlequina. Viola Davis rouba a cena em vários momentos. Estão excelentes.

Já Will Smith ficou eclipsado, e Jared Leto faz um Coringa traficante de armas perturbado. Isso é algo que incomoda. Mais ainda em pensar que as chances dele repetir o papel em Liga da Justiça são enormes.

De qualquer forma, é de se imaginar que muita gente vai se divertir com Esquadrão Suicida. Eu mesmo me diverti. Porém, é um filme bem abaixo do esperado. O que é uma pena.

Sinal vermelho ligado na Warner Bros. Se não acordarem para a vida, o projeto cinematográfico da DC fica seriamente comprometido.

Crítica em vídeo