utopia-fox-01

Estreia hoje (7) nos Estados Unidos um dos programas mais esperados da temporada. Esperados e questionados também. Todos os envolvidos no novo reality da Fox, Utopia, sabem que o programa é um grande constante risco para o canal.

O ambicioso projeto terá uma premiere dividida em três partes, que será exibida em três noites diferentes. O programa vai mostrar 15 “pioneiros” que estarão isolados de tudo e de todos, contando apenas com o essencial para construírem uma nova sociedade. E, como você já pode imaginar, drama é o que não falta nessa história: apenas nos primeiros dias de produção (que foram transmitidos via streaming), já tivemos alterações psicológicas, uma expulsão, um atendimento médico sério, e um grupo que já se dividiu dos demais, para criar a sua própria comunidade.

Como eu imagino que isso vai ser lindo (já que o conceito do programa é um claro “quando Big Brother encontra Kid Nation” – e quem viu Kid Nation sabe do que eu estou falando), vamos listar aqui os seis motivos pelos quais Utopia pode se tornar um grande sucesso. Ou um completo desastre.

 

1. Não existe regras. Para os participantes OU produtores

Pró: diferente de outros realitys (estruturados ou não), a única regra de Utopia é que os seus participantes precisam construir uma nova comunidade por eles mesmos. Nada de vencedores ou perdedores. O programa (na teoria) é realmente focado nos competidores e suas características mais evidentes.

Contra: sem roteiros, regras ou objetivos, alguns dos pioneiros podem simplesmente ir para lá para não fazer absolutamente nada o dia inteiro. E isso pode tornar o reality cansativo de se ver muito rapidamente.

 

2. A audiência será fundamental, como nunca antes foi na história da TV

Pró: a maioria dos realitys dura apenas alguns meses. Se Utopia for um sucesso, a Fox pretende mantê-lo no ar por um ano, sendo este o maior escopo de experimento social da história da televisão.

Contra: se a audiência não comprar a ideia do programa, a Fox está ferrada. Caso eles resolvam tirar repentinamente Utopia do ar, eles ficam com buracos na grade do canal nas noites de terça e sexta, onde a potencial queda nos índices de audiência será algo praticamente inevitável.

 

3. O elenco é um interessante grupo de pessoas bem diferentes

Pró: quase todo o drama do programa vem de pontos de vista opostos, singulares e peculiares. Por exemplo, um professor de escola do ensino médio e um pastor, que pensam de forma diferente sobre a missão de espalhar a palavra de Deus para os demais participantes. Sem falar em um entusiasta da yoga e do naturismo, um ex vendedor de drogas e um poligâmico! Na boa, como não amar esse reality?

Contra: Utopia sequer foi ao ar, e já rolou treta entre os participantes. Uma competidora foi expulsa por levar um celular para o local do experimento, e outro quase foi expulso por assédio sexual (os demais membros da comunidade decidiram que ele poderia ficar depois de estabelecerem uma espécie de “ordem de restrição” ao moço).

 

4. O elenco pode mudar ao longo do programa

Pró: o programa permite que o grupo de pioneiros vote nas pessoas que não estão contribuindo positivamente para essa nova sociedade. O grupo pode escolher duas pessoas que podem ser substituídas, e a produção do programa busca dois substitutos (membros da audiência que são fãs do programa, de forma prioritária). Os membros da comunidade utópica votam em quem deve sair, e o sistema do programa vai manter naturalmente quem são os líderes natos dentro do grupo.

Contra: o programa pode terminar com um elenco completamente diferente, o que seria um fracasso completo na tentativa de criar uma sociedade “perfeita”.

 

5. Utopia pode ser uma amostra muito clara sobre como a sociedade atual está “fazendo isso errado”

Pró: os participantes do reality vão decidir a sua própria forma de governo (muitos dos participantes acreditam que o atual formato de governo dos EUA não funciona para todos), e por conta disso, eles tem a grande chance de provar que algumas coisas na sociedade atual podem ser melhores ou diferentes.

Contra: o programa também pode mostrar o quanto estamos distantes de uma comunidade perfeita. 15 pessoas aleatórias e completamente diferentes são incapazes de se entender e prosperar juntas. Imagine então mais de 7 bilhões de pessoas?

 

6. É mais próximo de “Na Real” (MTV) do que de “Survivor” (CBS)

Pró: se o programa funcionar de acordo como a Fox espera, os participantes serão os astros do programa, e não o conceito do programa em si (como acontece com os dois realitys citados acima).

Contra: definitivamente, não dá para saber o que Utopia vai virar antes do programa estrear.

 

Para você ter uma ideia do que está por vir, veja a seguir cinco minutos de Utopia, no vídeo abaixo.

 

+info