oitnb_john_oliver_shameless_split

A Academia de Ciências e Artes Televisivas anunciou no final da última semana uma das maiores mudanças de regras do Emmy Awards de sua história, redefinindo categorias essenciais para deixar as coisas um pouco mais claras para o público – além de se atualizar em função dos novos tempos.

Minissérie virando ‘limited series’ – ou antologia, de forma mais carinhosa -, comédias definidas como séries de 30 minutos ou menos, aumento de números de indicados e tempo de participação de elenco convidado são algumas das mudanças promovidas. Tantas mudanças já geram efeitos colaterais, e bem antes dos indicados ao Emmy Awards 2015 serem anunciados, já é possível indicar os vencedores e perdedores das novas regras.

 

Perdedor: Orange Is the New Black

A comédia da Netflix é a primeira grande afetada pelas novas regras do Emmy Awards. Indicada como série de comédia nos últimos anos, ela será obrigada a se deslocar para as categorias de drama, e terá que disputar uma vaga com séries como Mad Men, Game of Thrones, House of Cards, entre outras. Muitas das atrizes do elenco da série foram promovidas ao elenco regular na segunda temporada, mas nenhuma delas (incluindo a vencedora do Emmy, Uzo Aduba) poderá ser indicada na categoria de atriz convidada, uma vez que todas apareceram em mais de 50% dos episódios.

Vencedor: Transparent

No seu primeiro ano de elegibilidade, a vencedora do Globo de Ouro 2015 tem tudo para ser indicada na categoria de melhor série de comédia porque: 1) Orange Is the New Black não será indicada nessa categoria, e 2) é uma série de 30 minutos. É claro que muita gente vai questionar o estilo de humor da série, mas isso é outra história.

Perdedor: Shameless

Mais ou menos a mesma situação de Orange Is the New Black. Foi ignorada pelos votantes da Academia nas três primeiras temporadas quando foi indicada como série dramática. Ao mudar para a categoria de comédia, conseguiu várias indicações. William H. Macy venceu o Globo de Ouro 2015… como comédia. Voltar para as categorias de drama será (sem trocadilhos) um drama para a série.

Vencedor: Portlandia e Saturday Night Live

Com a categoria de variedades dividida em duas (esquetes e talk shows), as séries de esquetes receberam um presente de Natal antecipado. Desde 1997 (Tracy Takes On) uma série de esquetes não vence a categoria de variedades, que passou a ter como vencedores nomes os programas de David Letterman, Jon Stewart e Stephen Colbert. Além disso, o Saturday Night Live é indicado todos os anos, e pode agora vencer o seu primeiro Emmy desde 1993. E Portlandia pode finalmente ser indicada ao Emmy, depois de tanto esforço do pequeno canal IFC.

Perdedor: séries britânicas

Muitas séries britânicas serão limadas do Emmy por conta do fim da categoria de minissérie (agora, Limited Series), pois indicavam a ‘masterpiece’ (de 90 minutos) e não o conjunto completo de episódios (que somariam mais de 150 minutos exigidos pelas novas regras). É o caso de Sherlock, que apresenta três episódios com três histórias diferentes (ou três ‘masterpieces’ diferentes), que não contavam com qualquer relação entre si.

Vencedor: John Oliver

John Oliver, com o seu talk-show da HBO, Last Week Tonight, pode conseguir uma indicação por conta da divisão da categoria de variedades. Sem ter que competir com as séries de esquetes, vagas foram abertas entre os talk-shows, e ele pode ser um dos beneficiados diretos. Assim como os novatos Larry Wilmore e James Corden.

Só o Futuro Vai Dizer: Fargo

A série do FX terá uma nova temporada em 2015. Porém, assim como True Detective, de acordo com as novas regras, ela não poderá ser indicada na categorias de drama. A pergunta é: seria esta uma categoria que seria tão forte quanto as de séries de comédia e drama? Afinal, além das duas, temos American Crime Story, American Crime, The Slap, Scream Queens, American Horror Story… ok, nem todas serão indicadas em 2015. Mesmo assim, a disputa já é bem agressiva.