Nunca fui com a cara de Sandy. Sempre foi sinônimo de estragos diversos, irritação, desastres e devastação por onde passa. Isso, sem falar na baixa qualidade de seus sons. Tá, eu sei, não estamos falando dessa da foto acima, mas a sentença serve para ela, e para o tema que vamos falar a seguir: o furacão Sandy, e como ele ferrou com a grade do horário nobre da TV norte-americana, e por tabela, as séries que são transmitidas nesse horário.

Ok, trocando de foto.

Muito bem, agora sim.

A não ser que você seja o ser mais alienado do planeta para não saber do que estou falando, você já sabe do que está acontecendo em Nova York nesse momento. Mas, supondo que eu esteja errado, eu vou ilustrar o cenário: o furacão Sandy já pasosu pelo Caribe, e está nesse momento passando pela costa leste dos Estados Unidos. Pegou em cheio a cidade de Nova York, e causou estragos em, pelo menos, 11 estados vizinhos. 17 pessoas já morreram por incidentes decorrentes ao furacão, que é considerado o maior desastre natural da história dos Estados Unidos. Isso, sem falar em todo o prejuízo material que o incidente causou.

Para resumir a história toda: o furacão Sandy passou simplesmente para aquela que é considerada por muitos “a capital do mundo”. A Times Square está deserta, e essa é uma imagem chocante. Wall Street está debaixo d’água, os metrôs da cidade estão inundados, e os nova-iorquinos estão sem luz desde às 22h de ontem (horário de verão de Brasília). Ah, e tem o guindaste lá em cima do prédio em construção, que está no modo “cai, não cai”.

Agora, some tudo isso, e você vai entender perfeitamente porque a programação de séries de ontem virou uma verdadeira bagunça.

Todos os canais de TV nos Estados Unidos se focaram nas consequências da passagem do furacão Sandy, e não só por causa de NYC, mas também por causa das demais cidades atingidas pelo desastre. Logo, até mesmo por uma questão de utilidade pública, para orientar a população do local (que ainda tinha energia elétrica para ver as notícias na TV), e para informar o resto do país (e do mundo) sobre o ocorrido, as grades foram parcialmente alteradas. E com razão. Como disse lá em cima, esse é considerado o maior desastre natural da história dos Estados Unidos.

Por partes. A ABC e a NBC não alteraram as suas grades. Exibiram suas séries com um atraso na programação, justamente por causa dessa cobertura realizada ontem (29). A CBS, a líder de audiência geral entre os canais abertos norte-americanos, retirou todas as suas séries do ar para se dedicar exclusivamente à cobertura dos incidentes. A grade deve ser remanejada em uma semana, e em uma data onde eventualmente seriam exibidos reprises, teremos episódios inéditos das séries de sua grade das noites de segunda-feira (datas a definir).

A Fox estava transmitindo as finais do baseball (World Series), mas como a série final de sete jogos se encerrou no quarto jogo, o canal já havia programado uma reprise de The X-Factor para a noite de segunda-feira (que é quando aconteceria o quinto jogo da MLB, que não foi necessário). No seu caso, como a Fox já possui um canal 100% dedicado às notícias (Fox News), não houve alterações nessa grade, uma vez que quem quis conferir sobre o que estava acontecendo sobre o furacão Sandy, iria assistir por lá.

A CW optou por não exibir episódios inéditos de suas séries, e reprisou episódios de 90210 e Gossip Girl. Quanto aos talk shows, a maioria deles (Jimmy Kimmel, Jon Stewart e Stephen Colbert) cancelaram as suas edições de ontem, enquanto que Jimmy Fallon decidiu gravar o programa sem plateia.

Alias, a NBC também informou que as séries Go On e The New Normal não serão exibidas na noite de hoje (30), para dedicar a sua programação para a cobertura do desastre. Séries gravadas em NYC (como 666 Park Avenue, The Good Wife, Smash, The Following, The Carrie Diaries e 30 Rock) estão com suas produções suspensas, até que tudo “volte ao normal” na cidade.

Para você, fã incondicional de séries de TV, não adianta reclamar, e acho uma futilidade reclamar disso. A situação está feia na costa leste norte-americana, e o mais importante nesse momento é torcer para que as vítimas sejam mínimas, e que as perdas sejam apenas materiais. Uma parente da minha esposa mora na região de Nova York, e vejo a aflição dela por causa do incidente, mas tenho fé que, no final, tudo vai ficar bem.

E, quando ficar tudo bem, eles voltam para a programação normal.

Com informações do TeleSéries