mariah carey

 

TV ao vivo é mesmo a casa do diabo. E não estou falando de um episódio de American Horror Story.

Na noite de ontem (31/12/2016), aconteceu o tradicional Dick Clark’s Rockin’ New Year’s Eve with Ryan Seacrest (ABC), que nada mais é do que a festa de virada de ano que acontece na Times Square em Nova York (EUA), transmitida ao vivo para todo o país pelo canal do alfabeto, apresentado pelo moço que apresentava American Idol.

O evento conta com várias participações musicais, e uma delas foi da cantora Mariah Carey, mundialmente conhecida por emitir agudos onde apenas os cachorros conseguem compreender a nota que ela está cantando.

Pois bem, quando Ryan Seacrest anunciou Mariah Carey ontem… algo deu errado.

 

 

Porque é TV ao vivo, minha gente!

 

 

Alguma coisa deu errado na trilha de playback de Mariah, e a moça não cantou uma nota de um dos seus maiores hits, Emotions.

Aliás, nesse momento, descobrimos que até os agudos estratosféricos que a cantora emite também contam com a ajudinha de um computador.

É preciso deixar claro que usar o playback em um evento ao vivo e televisionado é algo absolutamente normal nos dias de hoje. Nem todo artista quer gastar suas pregas vocais em um evento ao ar livre e em condições desfavoráveis.

Mesmo assim, o que queremos observar é a postura de Mariah Carey diante do incidente.

Não só a moça sequer se esforçou em cantar alguma coisa (já que o microfone estava ligado), como também mostrou desdém diante do público e da situação desfavorável.

“Merdas acontecem”, disse Mariah em um vídeo publicado nas redes sociais depois do incidente. Eu concordo. Mas diante de uma merda em rede nacional, respeito ao público e um pingo de profissionalismo é o mínimo que se pede nessas horas.

Veja o vídeo abaixo que mostra a performance na íntegra, e tire suas próprias conclusões.