whose-line

Algo de muito estranho está acontecendo na CW. Pensem comigo: primeiro, eles lançam Arrow, que eu considero um acerto do canal por ser melhor do que a média das séries da CW (e por dar uma baita audiência para eles). Depois, lançam The Carrie Diaries, que tem uma produção tão bem feita, que você desconfia que não é a CW que você está vendo. Ok, eles nos trazem de volta para a realidade quando lançam aquele lixo chamado Cult… mas agora eles vão ressuscitar Whose Line is it Anyway? Como assim? (não que eu esteja reclamando; pelo contrário…)

Para quem não sabe, esse programa foi lançado primeiro na Inglaterra, durando entre 1988 e 1998. Depois, a ABC fez a versão norte-americana, que durou oito temporadas, capitaneada pelo ótimo Drew Carey. Depois que Drew encerrou a igualmente ótima The Drew Carey Show, o programa foi cancelado, e aí, o mundo todo resolveu fazer os genéricos. Até nós, brasileiros, nos aventuramos com o formato de comédia de improviso, com situações absurdas e inusitadas, que davam o ritmo das cenas realizadas diante da plateia.

É uma forma simples e genial de fazer humor. É algo prático, de baixo custo, e que todos adoram ver até hoje. É diferente da sitcom clássica, pois não tem roteiro. É diferente do stand up comedy, pois não é simplesmente ficar em pé falando suas besteiras. É algo que, para ter a sua liberdade, foi parar em canais como o Comedy Central, ou na internet. Pra resumir: se você viu os programas É Tudo Improviso (Band/TBS) e Quinta Categoria (MTV Brasil), é a mesma coisa. Só que muito, MUITO melhor.

E agora, a CW vai resgatar esse formato de humor. E essa é, na minha opinião, o maior acerto da CW em sua história.

Tá, eu sei que a audiência da CW é composta por adolescentes que quase não assistem televisão. Mas talvez nem eles sejam o público-alvo dessa proposta. A ideia é explorar aqueles que gosta de humor “roots”, de raiz. Das piadas vindas das mentes criativas e ácidas (em alguns casos, cheias de ácido) de comediantes cheios de timing para produzir piadas baseadas em poucas informações passadas naquele momento.

Na proposta da CW, a única mudança significativa é que Drew Carey será substituído por Aisha Tyler, hoje apresentadora do programa The Talk, programa de variedades do horário diurno da CBS. Fora isso, o formato é basicamente o mesmo, e o melhor: com os mesmos membros do elenco da ABC, ou seja, Ryan Stiles, Wayne Brady e Colin Mochrie. O quarto elemento do grupo de improviso será composto por um convidado especial, que a cada semana se reúne com o grupo para participar do jogo.

Eu vejo essa iniciativa da CW como algo excelente e inusitado. O canal que se caracteriza por produzir séries para adolescentes vai apostar em um formato de comédia que hoje faz sucesso entre a geração teen, mas que tende a ser mais acompanhada pelo público acima dos 25 anos. Pela primeira vez eu aplaudo a CW de pé sem ser irônico nessa afirmação. Pode até ser que o moleque de 16 anos de idade ainda esteja comandando o canal entre uma jogatina e outra no Xbox 360. Mas é inegável que temos um esboço de mudança na CW. Ou ao menos uma tentativa de apresentar algo diferente.

Ainda mais na temporada onde 90210 finalmente foi cancelada… bom, isso é outra história.

Whose Line is it Anyway? estreia na programação da CW durante a Summer Season 2013.