the flash

Foi anunciado na Comic-Con 2017 que o filme de The Flash vai ter como base o arco argumental de Flashpoint nos quadrinhos. E essa notícia é muito importante, mas pode ter passado desapercebida no meio de tanta informação.

Flashpoint pode marcar um antes e um depois dentro do universo cinematográfico da DC, além de servir para justificar uma possível saída de Ben Affleck antes do previsto.

Quem segue a versão televisiva do universo DC se lembra que a terceira temporada de The Flash já abordou essa trama relacionada com linhas temporais paralelas. Mas nos quadrinhos, isso é algo muito maior.

The Flash pode se mover tão rápido, que é capaz de viajar no tempo. Sua mãe foi assassinada quando ele era uma criança, e em um determinado momento, Barry Allen decide voltar no tempo para salvá-la. O problema é que, ao fazer isso, ele cria uma linha do tempo alternativa, com muitas coisas diferentes do que conhecemos.

Exemplos: a Liga da Justiça não existe, o Flash não existe, a Mulher-Maravilha e suas amazonas estão em guerra contra o Aquaman e os atlânticos, Batman é Thomas Wayne, pai de Bruce, cuja morte levou o seu progenitor a se transformar no Homem-Morcego…

Enfim, Cyborg e um Superman decadente tentam ajudar The Flash a trazer tudo de volta como era antes, mas isso não é nada simples.

 

 

Agora, resta saber em que ponto o filme The Flash entra com os dois pés nesse tema, ou faz isso de forma superficial. Por um lado, eles podem resetar o tempo à vontade. Por outro, é um movimento muito arriscado.

The Flash conseguiu solucionar tudo nos quadrinhos, deixando mais ou menos tudo como era. Esta virou a base do que é conhecido como The New 52, um efetivo da DC.

E esta seria a desculpa ideal para realmente eliminar Ben Affleck da DCEU. Vale lembrar que Matt Reeves decidiu passarpor completo o seu roteiro com uma trilogia em mente quando o ator só tem outro filme no seu contrato. O problema e que todas as mudanças que levam para este caminho podem ser muito errados se as bases do universo cinematográfico não estiverem bem definidas.

Por fim, há quem já se assanhe pelo reboot. Jeffrey Dean Morgan já é especulado para ser Thomas Wayne (aka Novo Batman) no cinema, e Lauren Cohan, sua colega de elenco em The Walking Dead, poderia muito bem ser a Harley Quinn alternativa.