ATENÇÃO! TEXTO COM SPOILERS! LEIA POR SUA CONTA E RISCO!

Um dos retornos mais esperados pelos fãs… tá, pelos fãs da internet… ok, não vou me estender nessa. Community retornou para a sua quarta (e muitos acreditam última) temporada, com algumas questões a serem respondidas. A principal delas: como ficou o ritmo da série com a saída de Dan Harmon?

A boa notícia é que Community continua a ser a série non-sense que tanto amamos (sim, desde a segunda temporada, eu passei a gostar desse negócio… me julguem, não estou nem aí). As situações absurdas e as diversas referências sobre a televisão (vindas de Abed, é claro) continuam presentes na série. É claro que não dá para julgar tudo por apenas um episódio, mas imagino que a saída de Dan Harmon não é (ou foi, ou será) fator determinante para a variação de humor da série, mesmo em um episódio que eu considerei apenas “ok”, mas bom o suficiente para matar as saudades da série.

O que o telespectador precisa ficar atento é que a própria série já canta a sua bola de “esta é a nossa última temporada” no primeiro episódio dessa nova temporada, onde o argumento central é justamente o início do último ano daquele grupo de estudos na universidade comunitária. E principalmente: como nenhum deles quer lidar com isso, cada um de uma forma diferente. Principalmente Abed, que para não imaginar o futuro que está por vir, vai para um “local feliz” em sua mente, que nada mais é do que uma sitcom (com plateia ao vivo imaginária) de Community, com uma pequena alteração no grupo: na comédia de Abed, Pierce é feita pelo ator Fred Willard.

E aqui fica mais uma das dúvidas a serem respondidas: será que a produção da série já tinha feito essa pequena “troca” antes? Ou regravaram tudo só para sacanear Chevy Chase? Aliás, o episódio também reforça a teoria que o personagem Pierce Hawthrone segue sendo um grande inútil na história da série. O duro é que vamos ter que aguentar o personagem por mais 10 episódios. Quem sabe, menos. Não sabemos o que roteiristas e showrunners vão fazer com o fim do personagem.

Em termos de audiência, uma “boa” notícia. O episódio de estreia da nova temporada de Community registrou 3.88 milhões de espectadores. Pode parecer pouco, mas é, pelo menos 1.4 milhão a mais da audiência registrada pelo último episódio da temporada anterior. O grande problema é que esta segue sendo a audiência mais baixa das comédias da NBC exibidas nas quintas-feiras, onde o canal do pavão já é o último entre os quatro grandes canais abertos norte-americanos.

A série está programada para apenas 13 episódios, e a NBC dá claros indícios que não vai estender essa encomenda (até porque ela se encerra em maio, final da temporada das séries regulares). Além disso, o último desses 13 episódios responde pelo nome “Advanced Introduction to Finality”, que pode ser o series finale de Community.

Salvo uma virada histórica na audiência, o que é um evento muito raro nas séries norte-americanas (e quase improvável de acontecer, por ser a série que é e o canal que é exibido), estamos diante do início do fim de uma das comédias mais diferenciadas da TV. Bom, que ao menos seja de boa qualidade, e que consiga divertir a audiência que acompanha semanalmente a série.

E que ao menos a NBC exiba todos os episódios na TV, e não jogue o final da série na internet. Pelo menos isso.