the big bang theory

 

A CBS aprovou oficialmente o spinoff/prequel de The Big Bang Theory, focado na vida do pequeno Sheldon.

O nome da série? Young Sheldon, é claro.

A nova série começa mostrando a vida de Sheldon Cooper a partir dos nove anos de idade, onde ele vivia com sua mãe (uma crente evangélica), o seu irmão mais velho George, sua irmã do meio Missy e o seu pai (um alcoólatra, que mal visitava os filhos). Jim Parsons, o Sheldon Cooper adulto, sera o narrador da série.

Zoe Perry, mãe do jovem Sheldon, está confirmada no elenco da série. Esse detalhe é importante, pois Zoe é filha de Laurie Metcalf, atriz que interpreta a mãe do protagonista já adulto em The Big Bang Theory. Ian Armitage (Big Little Lies), será o pequeno Sheldon na série.

Chuck Lorre será o produtor executivo ao lado de Steven Molaro, Todd Spewak e Jim Parsons. Young Sheldon deve estrear em setembro, no começo da temporada 2017-2018 da TV norte-americana.

 

 

Mas… e o que vai acontecer com The Big Bang Theory?

 

A lógica diz que a série será renovada para a próxima temporada, mas por enquanto, não há uma confirmação oficial por parte da CBS.

O spinoff não é o que mais ameaça o futuro de The Big Bang Theory, mas sim as negociações salariais.

A CBS quer mais duas temporadas da série, e para isso vai precisar desembolsar uma grande quantidade de dinheiro. Cinco dos sete protagonistas da série querem US$ 1 milhão por episódio, e a situação só piora quando nesse exato momento Melissa Rauch (Bernadette) e Mayim Bialik (Amy) – esta última, já vencedora do Emmy Awards pela série – recebem salários de apenas US$ 200 mil por episódio.

No passado, as filmagens da série já atrasaram por falta de acordo salarial. E com os sucessivos aumentos de salário, The Big Bang Theory se tornou uma série cara.

Em compensação, a audiência segue alta e relativamente estável, e no syndication é um grande sucesso, vendida no mundo todo e para vários outros canais norte-americanos.

Logo, tudo indica que CBS e Warner Bros TV devem abrir os cofres e renovar a comédia mais vista dos EUA nesse momento.

 

Via Deadline