O orçamento do episódio piloto foi estimado em US$18 milhões. Apenas esta cifra já pode ser comparada a de produções de médio porte do cinema nos padrões americanos. Com apenas este episódio transmitido, a HBO americana já confirmou a segunda temporada de Boardwalk Empire, série produzida e dirigida por Martin Scorsese.

O custo porém não é a única característica que torna possível a comparação entre Boardwalk Empire (O Império do Contrabando) e as produções cinematográficas. O fato é que com esta série, a televisão, e mais especificamente a HBO, firma-se como a vitrine de trabalho para atores, diretores, roteiristas e produtores ávidos por papéis e histórias mais refinadas bem como a retomada da liberdade criativa há muito tempo perdida na indústria americana de cinema.

A última década assistiu a essa transição tanto com os atores do nível de Al Pacino, Meryl Streep (Angels in America) e Glen Close (Damages) como com produtores/diretores do mais alto padrão entre eles Steven Spielberg e Tom Hanks (Band of Brothers). Em Boardwalk Empire, outro grande diretor de cinema entra para o hall de diretores de televisão: Martin Scorsese. Além dele, atores premiados ou nomeados a grandes prêmios do cinema como Kelly Mcdonald (Onde os Fracos Não Têm Vez e Assassinato em Gosford Park) e Michael Stuhlbarg (Um Homem Sério) trazem para a tela pequena a qualidade que antes se via apenas na grande.

A série é ambientada em Atlantic City da década de 20 e retrata com fidelidade as conseqüências da entrada em vigor da Lei Seca e o aumento do poder da máfia, personificada em Nucky Thompson, tesoureiro influente que se mostra à sociedade como mantenedor e enaltecedor dos princípios morais.

Com Boardwalk Empire, a HBO busca bater de frente com Mad Men nas principais categorias do Globo de Ouro e dos Prêmios Emmy. Apesar de ser transmitida no Brasil pela própria HBO, Mad Men, que hoje praticamente monopoliza as premiações de série dramática, é uma série original do canal americano AMC. Para concretizar esse objetivo, a HBO teve que abrir mão de altos índices de audiência: roteiro mais apurado, violência explícita (porém não gratuita) e cenas de sexo restringem o número de telespectadores, mas como sempre fizeram parte do universo Scorsese, a HBO, por ser um canal fechado, dá a liberdade ao criador em prol da qualidade.

Com apenas quatro episódios de atraso, a HBO Brasil transmite a primeira temporada de O Império do Contrabando todo domingo as 22:10 em definição padrão e mais tarde (02:10) em alta definição na HBO HD na madrugada de domingo para segunda. Se você é daqueles que se apegam a uma determinada série, Boardwalk é uma ótima escolha: como os canais fechados americanos priorizam mais a qualidade que a audiência, é pouco provável que a série seja cancelada tão cedo.