ceelo-green

As coisas não parecem tão tranquilas para um dos jurados do reality musical mais visto dos Estados Unidos. Thomas DeCarlo Callaway, doravante conhecido como CeeLo Green, foi formalmente acusado nesta segunda-feira (21) de fornecer ecstasy para uma mulher de 33 anos de idade (que teve sua identidade preservada). Aliás, a mesma mulher que já o acusou de estupro.

A promotoria de Los Angeles confirmou que a acusação foi formalizada, e agora CeeLo é acusado de fornecer substâncias controladas para a delatora, enquanto os dois jantavam em um restaurante em Los Angeles. Como isso é crime, o jurado de The Voice (NBC) pode pegar até quatro anos de prisão.

O “empréstimo de balinhas” teria acontecido em julho de 2012. Em novembro do ano passado, essa mesma mulher apresentou uma queixa à polícia de Los Angeles, acusando Green de agressão sexual. Na época, os promotores alegaram não haver provas suficientes para acusar Green de estupro ou até mesmo de intoxicação.

Pois é, parece que o cenário mudou um pouco. Afina de contas, tal acusação não apareceria se não houvesse algum tipo de prova ou indício do que realmente aconteceu.

Segundo a denunciante, Green teria batizado sua bebida, a acompanhado até o hotel onde ela estava hospedada, e depois disso, ela só se lembra de ter acordado nua ao lado do rapper.

Agora, Green vai enfrentar um processo legal. Vamos esperar os próximos acontecimentos. E nem o rapper, nem os seus representantes fizeram qualquer tipo de declaração sobre o assunto.

Via TV Guide