A empresa Morgan Stanley publicou um relatório que avalia o crescimento do valor do catálogo da Netflix, e revela que nos últimos dois anos eles duplicaram o montante total, com valor atualizado de US$ 12 bilhões de ativos líquidos.

Apenas como referência: no começo de 2015, o catálogo da Netflix tinha valor estimado de “apenas” US$ 5.7 bilhões.

Os motivos para esse crescimento vertiginoso é uma combinação de fatores: conteúdo licenciado de outras produtoras é importante, mas não tanto comparado com as produções originais da Netflix, que não param de aumentar na quantidade.

Tudo começou em 2013, quando a Netflix estreou House of Cards. Desde então, as produções originais não param de chegar. Algumas delas se tornaram grande sucesso, mas 2017 marca os primeiros “fracassos” da plataforma, com cancelamentos de séries mais custosas.

Mas tudo aponta para uma afirmação: a Netflix está mais forte do que nunca.