Esse hype recente com a Sra. Betty Marion White começou em 2010, com o tal comercial da Snickers para o Super Bowl. E quando muita gente imaginava que ele fosse finalmente passar, e todos nós iriamos seguir com nossas vidas… não. Três anos depois, ela completa 91 anos de idade, com DOIS programas na TV norte-americana (Hot in Cleveland – TV Land – e Betty White Off Their Rockers – NBC), e segue mais vivo do que nunca. Também, pudera…

O que mais resta dizer sobre essa senhora que insistentemente se mantém na crista da onda em uma era onde astros mais jovens dominam os holofotes? Bom, pra começar, os astros mais jovens querem aproveitar (também)  o momento de White para aumentar o seu hype junto ao público. Exemplos? Zachary Levi, Robert Pattinson, Justin Bieber, Joe Jonas, Kim Kardashian… a lista é longa. Mas isso não é o mais importante a ser dito.

Betty White chega aos 91 como exemplo. Para mim, para você, para sua mãe, para sua avó… para muita gente. Ela já poderia estar aposentada, e pela primeira vez nos últimos anos, eu percebo sinais de cansaço na estrela de Hot in Cleveland (maior parte das cenas que ela faz na quarta temporada da série ela está sentada). Mas não.

Não só persiste em fazer o ofício que ela mesma justifica ser o principal motivo de sua longevidade, como também decidiu produzir e estrelar um reality show de pegadinhas de idosos aprontando com adolescentes (que o Sílvio Santos rapidamente “clonou” em seu programa… gênio). Ela mostra para todos que a idade não é o limite para nada. Logo, pare de reclamar dessa internet lenta e faça alguma coisa da sua vida (depois que terminar de ler esse texto, obviamente).

Alguns críticos torcem o nariz, achando que esse hype todo já tinha que ter passado. Aí, vem a NBC e anuncia que vai produzir um segundo programa especial para comemorar o aniversário da atriz, E eles estão certos! Não apenas pela audiência (porque ninguém é bobo nesse mundo), mas principalmente porque estamos falando de uma instituição norte-americana.

Poucas atrizes ganharam tantos Emmys na carreira (foram 8… até agora), com uma lista de indicações aos principais prêmios da TV dos EUA que vem da década de 1950, pode ganhar o terceiro Screen Actor’s Guild Awards consecutivo por Hot in Cleveland, e o mais importante: pouquíssimas pessoas se mantém tanto tempo no ofício de fazer as pessoas rirem.

Talvez o que torne Betty White diferenciada não seja apenas a sua capacidade de convencer em qualquer papel, mas justamente tornar uma fala considerada simples algo realmente engraçado para qualquer tipo de geração. E isso se extrai de um tom de voz diferenciado, uma expressão facial ou um simples olhar.

Poucas hoje conseguem isso, e é o tipo de humor clássico que sempre vai funcionar. E muitos temem que isso pode simplesmente deixar de existir quando Betty White finalmente for abduzida por alienígenas, daqui a 225 anos. Sim, pois “morrer”, ela não vai.

Será que está na hora de Betty White finalmente se tornar uma espectadora em definitivo? Não sei. Eu temo que esse dia está cada vez mais próximo. Afinal de contas, qualquer pessoa com um olhar mais clínico vai ver que Georgia Engel está ficando muito tempo em Hot in Cleveland, quase como se fosse uma fase de “transição” da comédia do TV Land. Particularmente, eu sempre vou querer que esse dia da aposentadoria demore um pouco mais, mas é inevitável dizer que estamos começando a ver os momentos finais de uma das maiores comediantes da história dos Estados Unidos.

Mas hoje não é dia de pensar nisso. Hoje é dia de parabenizar Betty White por mais um aniversário. Mais: agradecer por fazer pelo menos seis gerações de telespectadores rirem de suas próprias bobagens e de frivolidades que apenas os seus personagens poderiam apresentar. Repito: ela é a avó que todo fã de séries gostariam de ter. E avó é aquela pessoa que a gente sempre quer ter por perto, não é mesmo?