thefollowing

De boba, a Fox não tem nada. Pelo contrário. Sabendo que a NFL ia dar uma p*ta audiência, eles colocaram a estreia da segunda temporada de The Following logo na sequência do jogo. Resultado: quebra de recordes para a série de Ryan Hardy e Joe Carroll.

Apenas para explicar melhor: a final da NFC Conference (semi-final do campeonato de futebol americano da NFL) entre San Francisco 49ers e Seattle Seahawks deu para o canal da raposa a audiência de 45 milhões de telespectadores na média geral, e uma demo 18-49 anos de 15. Uma das maiores audiências da temporada. Só isso.

Por consequência, The Following, que foi exibida na sequência, rendeu 11.2 milhões de audiência geral, e uma demo de 4.4. Nos dois índices, tivemos os melhores números da curta história da série.

Enquanto isso, a ABC sofreu um bocado. The Bachelor (em edição especial) ficou com 3.9 milhões e demo de 0.9, ganhando audiência geral, mas registrando queda de um décimo na demo. O winter finale de Revenge (5.3 mi/1.3) perdeu 7% e 19% em relação ao episódio anterior, e o finale de Betrayal (3.4 mi/0.7) perdeu um décimo na demo. As duas séries citadas registraram as suas mais baixas audiências desde as suas respectivas estreias.

A NBC exibiu um inédito de Dateline (demo de 0.8) e apostou em um filme, para não competir com a Fox e a NFL.

A CBS também não quis se aventurar, e de inédito ontem, exibiu apenas o 60 Minutes (demo de 1.3), que mesmo sendo exibido após o seu jogo da NFL (final da AFC Conference – New England Patriots vs Denver Broncos), registrou uma queda significativa na demo, uma vez que a Fox exibia o seu jogo.

Via