Sem ter uma promoção adequada por parte da Fox, Human Target sofreu consequências diretas na sua audiência. Com a missão de estar no lugar de Lie to Me (que foi ocupar o lugar da finada Lone Star nas segundas-feiras), a série de ação da Fox teve apenas 6,6 milhões (1.8 na média preliminar entre 18-49 anos), que representa uma queda de 38% em relação à estreia. Nessa temporada, com a mudança para as noites de quarta, os produtores prometem um poder feminino maior na série, para justificar a mudança.

A Fox ainda apresentou Hell’s Kitchen, com 5,9 milhões (2.6). Indo para a vencedora da noite, a CBS, que teve Survivor, com 12 milhões (3.5), com aumento de 9%, Criminal Minds, com 14,3 milhões (3.7), com aumento de 19% e The Defenders, com 9,4 milhões (1.9), com aumento de 6%. Aliás, The Defenders conseguiu bater Law & Order: LA, um dos poucos programas da NBC que vence em algum horário na TV, que apesar de ter empatado na preliminar (1.9), perdeu para a produção da CBS, marcando 7,8 milhões (mostrando claramente o fator determinante é número de pessoas assistindo, e não a média especializada).

Na ABC, The Middle marcou 9,2 milhões (2.8), não tendo a mesma média registrada quando foi reprisada após Dancing with the Stars na semana passada. Better With You marcou 7 milhões (2.3), com queda de 8%. Já Modern Family, com 12 milhões (4.7) e Cougar Town, com 7,1 milhões (3.0), se mantiveram estáveis. E, vejam só vocês: quando ABC tentou ser mais ousada, exibindo o programa 25 years of Sexy: People Magazine’s Sexiest Man Alive, teve a mais baixa audiência da noite e da rede no ano, com 4,2 milhões.

Por fim, a NBC teve uma edição especial do Dateline, com 6,7 milhões (1.6), seguida de Law & Order: SVU, com Christine Lahti como convidada especial, registrando 7,6 milhões (2.1), com aumento de 5%. Já a CW exibiu America’s Next Top Model, marcando 2,5 milhões (1.1) e Hellcats, com 2,1 milhões (0.9), e se mantiveram na mesma.

Fonte