O que aconte quando uma cidade de colonização norueguesa é forçada a imigrar em massa para Springfield? Bom, é isso o que acontece no episódio desde último domingo de The Simpsons que passou na Fox, Coming to Homerica.

250px-comingtohomerica

Tudo começa quando Krusty resolve fazer um sanduiche vegetariano feito com o cereal mais barato que ele consegue encontrar, a ceveda de Ogdenville (quem se lembrar do episódio onde Springfield compra um monotrilho, vai lembrar que uma das cidades devastadas por ele foi Ogdenville). Mas todos passam mal com a cevada contaminada da cidade e ela fecha. Todos os seus habitantes são forçados a se mudarem em massa para Springfield, onde começam a fazer todo o trabalho que os cidadãos da cidade não querem fazer, como concertar calhas, cuidar de crianças e das casas e até levar os velhos para passear.

E aí começa a trama que faz uma ótima paródia não só do filme Coming to America com Eddie Murphy mas também da própria situação americana e de como eles tratam seus imigrantes. Quem conhece um pouco de história e de política consegue ver as referências claras e diretas a essas situações, uma forma de mostrar aos estadunidenses que um dia eles também foram imigrantes e que eles não precisam tratar os atuais imigrantes da forma como os tratam agora.

E se isso não bastasse, será que o Padre Voador fez uma aparição especial no episódio? Aparece algo voando com balões de hélio que lembra o Padre Voador quando Lenny e Carl tentam voar com balões de hélio em uma cadeira de praia para vigiar as fronteiras de Springfield. Vejam a imagem e deciam por vocês mesmos!

simpsons-padre-voadorE se isso não bastasse, Maggie fala sua primeira palavra (ouvida por todos), a palavra norueguesa “Ja”, que quer dizer “sim”. E além disso, nesse episódio Matt Groening faz uma abertura completamente diferente, com muito mais referências aos novos personagens e situações. Vale a pena conferir!