Durante o Television Critics Associaton, evento que acontece a cada semestre para anunciar as novidades dos canais norte-americanos, que acontece nessa semana nos Estados Unidos, o presidente do FX, John Landgraf, confirmou que a encomenda de 90 episódios para a série Anger Management é algo MUITO SÉRIO, e explicou como tudo vai funcionar para que a tarefa seja cumprida.

Palavras de Landgraf: “bom, serão basicamente 45 novos episódios por ano”.

Isso mesmo. A partir do dia 17 de janeiro, que é quando a nova temporada de Anger Management estreia nos Estados Unidos, ela será exibida todas as quintas-feiras, com 45 episódios por ano, a serem distribuídos ao longo de todo o ano. E isso, nos próximos dois anos (2013 e 2014).

Uma temporada normal de uma série de comédia tem entre 22 e 24 episódios, no máximo. Logo, podemos concluir que, para cumprir essa árdua missão, Anger Management vai condensar duas temporadas normais em um único ano. Resumindo: de forma atípica (e se a série durar até lá), a produção vai chegar ao seu episódio 100 na terceira temporada, onde a maioria das comédias normais levam pelo menos cinco temporadas para alcançar esse número (ou seis, se a primeira temporada for menor).

As únicas pausas programadas para a produção são para os feriados e festas de final de ano e eventos esportivos importantes que acabem caindo em uma quinta-feira (finais do baseball, da NBA, etc). Vale lembrar que foi uma pequena aposta feita entre Landgraf e o protagonista da série, Charlie Sheen. Se o pai de Charlie, Martin Sheen, se tornasse membro do elenco regular da série, como pai de Charlie, ele encomendaria mais 90 episódios da produção.

Também é importante lembrar que a própria série entrará em um ritmo de produção acelerado. Normalmente, o tempo de gravação de cada episódio de uma sitcom é de aproximadamente uma semana, mas Charlie já afirmou que, no caso de Anger Management, é possível fazer os ensaios e a gravação de um único episódio em, no máximo, quatro dias (três, se os erros forem menores).

Via TVLine