Game of Thrones estreou uma nova temporada e, com ela, um novo clamor popular se fez presente nas redes sociais. A série se tornou um dos fenômenos mais esperados do ano.

Tweets cheios de etiquetas, histórias no Instagram cheias de emoção e mensagens de voz das mais criativas. Vale tudo para expressar o amor por Game of Thrones. Mas… a série sempre foi alvo desse culto dos fãs?

Vamos voltar para 2011, ano da estreia do primeiro episódio da primeira temporada.

Por algum motivo, Game of Thrones foi uma série que esteve profundamente relacionada com a pirataria desde o seu começo.

A primeira temporada foi a única que não ficou na primeira posição dos downloads ilegais (3.4 milhões de downloads por episódio), superada apenas por Dexter naquele ano (3.6 milhões). Desde então, a série da HBO vem batendo recordes a cada nova temporada nesse sentido, chegando ao seu máximo expoente na estreia da atual sétima temporada.

As duas primeiras temporadas registraram 3.4 e 3.9 milhões de downloads (respectivamente), e as estreias da terceira (5.2 milhões) e quarta (7.5 milhões) consolidaram a sua hegemonia como série rainha da pirataria. O grande salto veio com a estria da quinta temporada, com 13 milhões de downloads ilegais.

A sexta temporada serviu de interlúdio até que, no início da sétima temporada, tivemos a volta do poder, com 13.7 milhões de downloads ilegais do primeiro episódio da sétima temporada.

Some a esses números as 77,9 milhões de vezes que a série foi vista online de forma ilegal, e temos mais de 90 milhões de visualizações em canais não oficiais. O contraste é ainda maior quando comparamos com os 16.1 milhões de visualizações através das plataformas oficiais da HBO.

Os episódios de estreia de temporada são uma prova de fogo para as séries. Game of Thrones sempre teve a critica do seu lado no começo de cada temporada. Ao longo das sete temporadas, a menor nota registrada no IMDb é 8.5, correspondentes ao primeiro episódio das temporadas 5 e 6. A estreia da nota temporada teve a nota mais alta (9.1) seguida da primeira (9). As temporadas restantes – segunda, terceira e sétima – ficaram 8.8 pontos.

Ou seja, temos pontuações muito próximas para os episódios de início de temporada. São sete anos onde a audiência usa o primeiro episódio para oferecer uma ideia do nível de aceitação que a série tem em todo o planeta.

Essa popularidade só aumentou conforme as redes sociais foram se generalizando. Especialmente no Twitter, a melhor plataforma para comentar, criticar e interagir com outros fãs de forma imediata.

Na esteia da terceira temporada em 2013, um segmento resultou em menos de meio milhão de tweets. Três anos depois, foram mais de um milhão e meio de tweets durante o episódio de estreia da sexta temporada.

Da mesma forma que acontece com os downloads ilegais, o primeiro episódio da sétima temporada estabeleceu um novo recorde para a série também na repercussão das redes sociais, alcançando 2.4 milhões de tweets na estreia.

O impacto é tamanho, que a insatisfação com a participação do cantor Ed Sheeran pode ser o motivo do mesmo simplesmente apagar a sua conta na plataforma.

Coisas da vida. Coisas da fama. Coisas de Game of Thrones.