tv-show-endings-featured

Seguimos com o  nosso especial “Ainda é uma boa série, mas eu entendo que deveria ter terminado há duas temporadas”.

O TVLine compilou as 20 séries que simplesmente perderam a hora de serem canceladas, e esse post mostra a parte 2 dessa lista. Relembre produções que se estenderam apenas para torturar você. Identifique onde muitas delas deveriam ter encerrado, e anote tudo para que você, como telespectador, não passe por isso novamente.

Se você quiser ler a parte 1 desse especial, clique aqui (mas depois volte para ler o restante).

 

HAPPY DAYS

Instintivamente, muita gente afirma que o final de Happy Days aconteceu na quinta temporada, quando Fonzie “pulou o tubarão”, não apenas inserindo um jargão na cultura pop, mas também por ser um momento épico da série. Depois disso, o Arnold’s pegou fogo, tivemos uma repaginação da série em formato western, e a saída de Ron Howard do elenco fixo. E tudo isso aconteceu em 6 temporadas que não precisavam existir.

 

 

HOUSE

Um acidente de carro na sala da casa da Cuddy foi o “momento pulou o tubarão” de House. Tudo o que aconteceu na oitava temporada da série (incluindo a prisão de House, seu casamento com Dominika e sua decisão de fingir a própria morte para passar mais tempo com um terminal Wilson) foi a pior versão possível de final para um protagonista que, ao longo de sete temporadas, tentou ser uma pessoa melhor.

 

HOW I MET YOUR MOTHER

Todos os 22 episódios da nona e última temporada dessa série aconteceram em um espaço de tempo de apenas três dias. Nisso, vimos o casamento e o divórcio entre Barney e Robin, sem falar que todo mundo perdeu nove meses de sua vida se apaixonando por Tracy, para no final ela morrer e os roteiristas decidirem que Ted e Robin tinham mesmo que ficar juntos. O flash-forward de 2013 para 2030 (que introduziu efetivamente Tracy na trama) seria melhor resolvido na oitava temporada, muito superior. Particularmente, gostei do final de How I Met Your Mother, mas entendo porque muita gente torceu o nariz para tudo isso.

 

MELROSE PLACE

A primeira temporada do drama de Darren Star até que foi bem, mas tornou Heater Locklear uma “eterna participação especial” na série, sem falar no trabalho que Amanda Woodward deu. Porém, isso não é nada diante do que ocorreu quatro temporadas depois, quando a série não só perdeu Marcia Cross e Laura Leighton, mas também outros três membros do elenco original. Depois disso, quem ainda conseguiu reconhecer a história?

 

REVENGE

Também sendo breve: a quarta temporada, que foi uma minissérie de 22 episódios mostrando a briga enter Emily e Victoria (com um final tragicômico/poético/pseudointelectual) foi algo absolutamente desnecessário.

 

SCRUBS

A oitava temporada dessa sitcom não só foi a melhor em anos, mas mostra um desfecho perfeito para a jornada de John Dorian, que se tornou um médico pronto. Desnecessário dizer que a nona temporada foi dispensável, onde chegamos a ver de novo J.D. desesperado pela aprovação e reconhecimento do Dr. Cox.

 

SO YOU THINK YOU CAN DANCE

A 12ª temporada que ninguém pediu (Stage vs Street) foi um experimento que envolveu o cantor Jason Derulo como um dos jurados. E a horrorosa 13ª temporada (Next Generation) pode sepultar o programa de vez. Nighel Lythgoe pode ter o seu segundo programa na Fox onde ele é produtor-executivo sem ter a percepção de quando parar ou mudar tudo. O primeiro foi American Idol.

 

THAT ’70S SHOW

Com a saída de Ashton Kutcher da série, os remanescentes da turma de amigos receberam Josh Meyers como seu substituto. Não deu certo. Com a saída de Topher Grace, a coisa perdeu sentido de vez, com uma oitava e última temporada focada no relacionamento de Jackie e Fez (alguém achou isso uma boa ideia). O que salvou foi o reencontro entre Eric e Donna no series finale.

 

TRUE BLOOD

Um festival de plots simplesmente ridículos. Tara vampira, a morte do Bill, e até um patético monstro de fumaça. E isso por que foram só apenas algumas das aberrações maiores do que os personagens de True Blood. A série deveria ter acabado mesmo na quarta temporada, mais especificamente quando Sookie descobre que é uma fada. Isso impediria que muitos testemunhassem a infame pegação entre Eric e Jason na quarta temporada, mas em compensação daria para a história um fim com dignidade.

 

WEEDS

Um passeio solitário em um seway logo depois de queimar a sua própria casa seria um final perfeito para a saga de Nancy Botwin. Porém, tudo o que veio depois foram caixas e mais caixas de perca de tempo, que se distanciaram desse momento maravilhoso da TV que descrevemos no começo desse parágrafo.